terça-feira, 12 de abril de 2011

ORIENTE MÉDIO: O QUE É E ONDE FICA.

Ponto de convergência das três grandes religiões da atualidade – judaísmo,
cristianismo e islamismo –, o Oriente Médio é uma área geográfi ca que engloba
países do sudoeste da Ásia e do nordeste da África. Grande parte deles é banhada
pelo Mar Vermelho, Mar Mediterrâneo, Golfo Pérsico, Mar Negro e Mar Cáspio.
Vamos conhecer melhor essa região, que abriga grande diversidade étnica, cultural,
social e política, como se depreende das tabelas 1 e 2, com dados básicos
e essenciais sobre cada um dos países do Oriente Médio, território marcado por
confl itos políticos e religiosos que só podem ser compreendidos à luz da realidade
histórica e geográfica.
Para começar, encontramos diferentes conceituações sobre quais países fazem
parte do Oriente Médio. Não há fronteiras defi nidas e consensuais. Alguns
autores falam em treze países, outros afi rmam que são dezesseis, e outros ainda
estendem mais, por afi nidade cultural e política, a abrangência da região.
Os primeiros historiadores e geógrafos europeus modernos dividiram o
Oriente em três partes, de acordo com a distância que as separam da Europa:
Extremo Oriente (China, Japão etc.), Oriente Médio e Oriente Próximo. Hoje os
dois últimos são sinônimos, e o nome Oriente Médio, que começou a ser usado
depois de 1900, se afi rmou durante a Segunda Guerra Mundial.
Vamos considerar Oriente Médio os Estados que correspondem ao Platô Persa:
Irã; à antiga Mesopotâmia: Iraque; à Península Arábica: Arábia Saudita, Kuwait,
Iêmen, Omã, Bahrein, Catar, Emirados Árabes Unidos (EAU); ao Levante: Israel,
Jordânia, Líbano e Síria; à Anatólia: Turquia; ao norte da África: Egito; e ao Mar
Mediterrâneo: Chipre1.
Embora não sejam um Estado legalmente constituído, temos os territórios
palestinos, que incluem a Faixa de Gaza, controlada hoje pelo grupo extremista
palestino Hamas, e a Cisjordânia, sob o controle da Autoridade Nacional Palestina,
formada majoritariamente por membros do Fatah (veja Capítulo 3).
Para ter uma ideia das dimensões, os países situados na costa do Mar Mediterrâneo
– Israel, Líbano, Jordânia e Síria – têm uma área equivalente à do Estado
do Maranhão. As nações localizadas no Golfo Pérsico – Kuwait, Bahrein, Catar e
Emirados Árabes Unidos – possuem, ao todo, uma área pouco menor que a do
Estado de Pernambuco. Mas há também países como o Irã, cujo tamanho é pouco
maior do que todo o Nordeste brasileiro, ou a Arábia Saudita, maior do que
a Amazônia, que possui cerca de 1.600.000 km2. Em comparação, o Estado de
Israel é menor do que Sergipe: tem apenas 20.700 km2.

Conforme é possível verifi car na Tabela 1, o Oriente Médio corresponde a uma área superior
a 7.000.000 km2, tem mais de 350 milhões de habitantes e apresenta grande diversidade
de população.
Os grupos étnicos mais numerosos da região são os árabes, concentrados, principalmente,
na Arábia Saudita, Bahrein, Catar, Emirados Árabes Unidos (EAU), Iêmen, Iraque, Jordânia,
Kuwait, Líbano, Omã e Síria; os turcos, encontrados basicamente na Turquia e em Chipre; e os
iranianos ou persas, no Irã. Os minoritários incluem os judeus (Israel), curdos e palestinos.
Como vemos também na Tabela 1, a independência de muitos países do Oriente Médio
se deu após 1940, com o fi m do domínio dos ingleses e franceses na região, o que legitimou
o surgimento dos novos Estados. Assim, com exceção de pequenas nações da Península
Arábica, independentes após 1971, a maior parte dos países do Oriente Médio obteve sua
independência do Reino Unido e da França depois da década de 1940.
Nos dias de hoje, o Oriente Médio possui grande importância política e econômica no
mundo, por sua posição estratégica no globo e por suas reservas de petróleo.
O mapa a seguir e os dados da tabela 1 mostram as dimensões dos diversos Estados que
compõem o Oriente Médio, dando uma ideia do que representa o tamanho de Israel em
meio aos países árabes que o rodeiam e/ou fazem parte da Liga Árabe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário